Quer tornar sua quarentena mais brincante? Baixe guia exclusivo
30 de março de 2020
Coronavírus em crianças e gestantes: principais dúvidas respondidas!
2 de abril de 2020

Que tal ler para as crianças usando técnicas sugeridas por especialistas?

Você já parou para refletir sobre a importância do hábito de ler para crianças? Essa é uma prática que estimula a imaginação e criatividade, além de enriquecer o vocabulário. Mas algumas vezes os adultos tem dúvidas sobre como materializar esse incentivo. Recorrer a obras clássicas pode ajudar.

Uma das mais celebradas autoras brasileiras, Ruth Rocha escreveu diversos clássicos para crianças. Como exemplo, temos a história de Marcelo Marmelo, Martelo, um garoto que gostava de criar palavras novas para nomear objetos que já existem.

Há ainda outras obras marcantes como O Reizinho Mandão, que conta a história de um garoto mimado – e mau educado – que criava leis estapafúrdias. Mas ele é obrigado a refletir sobre o seu comportamento quando uma dessas exigências acaba causando um problema.

Seus livros reforçam algumas características marcantes que permeiam toda a sua obra. Ela busca estabelecer uma relação de igual para igual com os pequenos leitores, abolindo as chamadas lições de moral.

Flertando com o lúdico e inserindo pitadas de fantasia na realidade, a escritora convida os pequenos a fazerem uma reflexão. A ideia é fornecer elementos para que eles sejam capazes de identificar as suas necessidades.

Como escolher um livro para crianças

Tendo como ponto de partida a obra de Ruth Rocha, o podcast – que conta com a participação do escritor, cronista e roteirista Antônio Prata – também debateu os critérios que devem ser utilizados para escolher um livro para crianças.

Entre as sugestões, estão um projeto gráfico adequado. Ilustrações e cores em abundância despertam muito a atenção, especialmente das crianças menores, que ainda não foram alfabetizadas.

Também é aconselhável prestar atenção à linguagem. É preciso se preocupar em apresentar palavras novas à criança, mas, por outro lado, sempre que possível, deve-se evitar o rebuscamento, dando preferência aos termos mais simples.

Por fim, é válido questionar como as mensagens e histórias contadas nos grandes clássicos envelheceram. Há quem considere que a forma como alguns temas são abordados – como, por exemplo, as referências feitas à tia Nastácia no Sítio do Picapau Amarelo – não são mais condizentes com a realidade atual. E você, o que pensa a respeito?

Para ouvir o podcast, clique aqui ou dê o Play abaixo, se estiver no app

Sobre a série: Como começar a ler para crianças

A série de podcasts Como Começar a Ler para Crianças é uma iniciativa do Nexo Jornal. Cada um dos oito episódios tem como ponto de partida a obra de um renomado autor da literatura infantil.

Em cada uma das conversas, também é abordado um tema mais amplo, que esteja necessariamente relacionado a formação de leitores e o incentivo a esse hábito.

Nossa fonte: Podcast Como Começar a Ler Para Crianças / Reprodução:
Nexo Jornal

Mais sobre leitura em nosso site / app:

Leitura e música na Primeira Infância: por que estimular?

Vídeo traz 5 dicas para estimular a leitura das crianças

Conheça os benefícios da leitura nas diversas fases da criança